TARDE QUENTE

Percebo esta tarde quente,
Ouço o chamar de minha felina,
O sol brilha sem sina.

Quero perceber o que vale afinal,
Qual o maior peso, qual o mais fatal.
O que pode me destruir,
O que pode me desapontar.
Tudo é feito para não durar?
É algo que cansei de descobrir.

Tudo está bem,
Logo está mal.
O inverso eu não sei,
Não sei nada no final.

Quero saber...
Quero sentir.
Ela sabe o quê,
Mas não está aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s